História

A Associação Atlética Cuiabá Arsenal, CNPJ 11.485.767/0001-74, associação desportiva sem fins lucrativos, denominada Cuiabá Arsenal, com sede à R. Genova, N. 17, Ap. 12, Jardim Itália, Cuiabá-MT, teve seu nome escolhido em homenagem ao Arsenal de Guerra, prédio histórico da capital de MT, que hoje abriga o SESC Arsenal, vem demonstrar a sua história.

Histórico da equipe.

O início:

A história do Cuiabá Arsenal teve início em 2002 após o Orlando Junior voltar de uma viagem aos EUA e trazer uma bola de futebol americano, quando começou a reunir com um grupo de amigos para jogar no boa esperança e depois no campo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Grupo pioneiro na prática da modalidade em Mato Grosso e na criação da 1º equipe do Estado. Time este que viria a se tornar bicampeão brasileiro e um dos principais do país. A primeira partida, e primeira vitória, do Cuiabá Arsenal ocorreu contra o Tubarões do Cerrado, um time de Brasília (DF), em 16 de junho de 2006, no miniestádio do bairro CPA I, em Cuiabá. Ano em que disputou quatro outros jogos. Depois mais seis em 2007 e nove em 2008 (este sendo o último ano que jogavam sem equipamentos). 

Primeiros Jogos 

Em 2006, o Cuiabá Arsenal cumpriu com um cronograma de cinco partidas. Vencendo duas e perdendo 3 partidas. Um ano intenso para um grupo jovem que estreou contra um staff experiente do Distrito Federal, o Tubarões do Cerrado, fundado em 2004. 

Primeiros Torneios

Em 2007, o Cuiabá Arsenal não fez amistosos. Participou de duas competições, o Capital Bowl I, realizado em abril, na cidade de Brasília (DF), e o Pantanal Bowl I, ocorrido no mês de setembro, na Cuiabá (MT). Num total de seis jogos e cinco vitórias naquele ano. Perdendo apenas para o Tubarões do Cerrado que ficou com o troféu do torneio capital. Nascia a rivalidade Arsenal x Tubarões. Primeiro Título No Pantanal Bowl I (2007), uma competição organizada pela Associação Atlética Cuiabá Arsenal (AACA), no Estádio Eurico Gaspar Dutra, o Arsenal vence os três confrontos. 

Primeiros Bowls (Torneios quadrangulares)

Em 2008, o Cuiabá Arsenal disputou nove e venceu oito partidas. O time estava em ascensão, competiu em três Bowls e subiu ao topo do pódio em dois. Participara do Capital Bowl II, em abril, em Brasília (DF), torneio que haviam perdido no ano anterior para o Tubarões, e desta vez foram campeões. O êxito em cima do Tubarões do Cerrado teve sabor extra (rivalidade 2-2). Perdeu para o Mamutes do RJ o Pantanal Bowl II e venceu o Sorocaba Bowl I, em novembro, era o terceiro título da história. 

Nova Era 

De 2006 até 2008, os treinos, amistosos e jogos válidos por torneios foram todos realizados sem equipamento completo. O que se convencionou chamar de Era Half Pads. Por não usarem capacetes, ombreiras, protetores de coxa, quadril, cóccix, joelhos e costelas, nem chuteiras e luvas apropriadas para a especificidade do jogo. E as vezes era difícil adquirir até mesmo a bola oval. E, mesmo assim, fez-se 20 jogos com 15 vitórias, 471 pontos marcados e 202 sofridos. Em 2009, deu-se início no país ao que se pode chamar de “corrida Full Pads”. Alguns times já se mobilizavam nessa busca desde 2007, mas em função do 1º campeonato de âmbito nacional em 2009, houve uma acelerada nessa procura. Foi de 2009 pra frente que o Arsenal só jogou full pads. E com o conjunto de apetrechos completo tudo ficou mais voraz. Jogos com mais força, velocidade, segurança e impacto. Lances que eram ariscados sem proteção passaram a ser vistos rotineiramente dentro de campo. Um show de imagens de tirar o fôlego. 

+ Bowls 

O clube empreendeu e conquistou seu 3º título na 3ª edição do Pantanal Bowl em junho de 2009, no Estádio Presidente Eurico Gaspar Dutra, em Cuiabá. O 4º título do Arsenal. Logo depois veio a 3ª edição do Capital Bowl, em setembro de 2009, em Brasília (DF). O Arsenal avançava na rivalidade histórica contra Tubarões, com o total de 5 vitórias e duas derrotas desde 2006 (5-2). 

Torneio Touchdown 

Ainda em 2009 ocorreu o 1º campeonato brasileiro da história do futebol americano no Brasil, chamado de Torneio Touchdown, e o Arsenal foi um dos oito participantes. Novamente pegamos o Tubarões do Cerrado, em casa e venceram por 30 a 0 (rivalidade 6-2). Derrotados na semifinal do campeonato. 

Campeão Brasileiro 

O 1º título nacional do Cuiabá Arsenal foi na Liga Brasileira de Futebol Americano (LBFA), ocorrido de agosto a dezembro de 2010, em estádios por todo país. O start foi contra o tradicional rival Tubarões do Cerrado, em 15 de agosto, na cidade de Chapada dos Guimarães (MT). E vencemos, ficando (7-2) na rivalidade. Despachamos o Fluminense Imperadores, na época um dos times mais temidos do Brasil, que havia sido campeão brasileiro no ano anterior (2009). Na final do brasileiro da LBFA, um passo do título nacional, o Cuiabá Arsenal enfrentou o Coritiba Crocodiles. Momento em que marca o nome do time na história da modalidade. E que também faz nascer um novo rival, o Crocodiles. 

Seleções

Os atletas do Cuiabá Arsenal foram a base da primeira seleção brasileira de futebol americano em jogo contra o Uruguai em 2007. Em 2009 se formou a primeira seleção mato-grossense de futebol americano para disputar a 1ª edição do Torneio de Seleções, de 18 a 20 de abril, em Sorocaba (SP), com plantel composto praticamente todo de atletas do Cuiabá Arsenal, inclusive o uniforme da seleção foi o do Cuiabá Arsenal. Na 2ª edição do Torneio de Seleções, organizada no mês de abril em Curitiba (PR). Mas desta vez um desafio ainda maior. Por conta da logística, a seleção MT fez três jogos em 24 horas. 

Internacional 

Em 2011, o Cuiabá Arsenal fez o primeiro amistoso internacional em solo brasileiro da história do futebol americano nacional. Enfrentaram o Los Felinos de La Florida, de Santiago (Chile), no dia 2 de julho, no miniestádio do CPA I, em Cuiabá. O terceiro melhor time da Liga Chilena de Futebol Americano (LCFA), que vinha de uma campanha cheia de vitórias, mas o Cuiabá Arsenal levou a melhor. 

Bicampeão Brasileiro 

Em 2012, deu-se início aos campeonatos nacionais da Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA). Com seis partidas ganhas, invicto com 239 pontos marcados e apenas 27 sofridos, o Arsenal avançou para os playoffs. Nas quartas de final, o Arsenal confrontou pela primeira vez o Porto Alegre Pumpkins, em 27 de outubro, no Dutrinha, Cuiabá. E, não se sabe se foi o sol de MT, mas os gaúchos, paulistas e nordestinos derretem frente ao Arsenal. Na final, o Cuiabá Arsenal pegou o Coritiba Crocodiles, no Estádio Dutrinha, em Cuiabá. Uma final “repeteco” de 2010, e desta vez não foi diferente, o Arsenal faturou o segundo título, fechando a competição com 9 partidas e 9 vitórias, com o maior público até aquele momento no futebol americano brasileiro, ficando conhecida como a capital do futebol americano do Brasil.

O Cuiabá Arsenal ainda teve outras conquistas como em 2014 – Campeão Pantanal Bowl, Vice-Campeão Conferência Centro Sul do campeonato brasileiro, 2015 – Campão Mato-grossense, campeão do Desafio Centro Oeste, Campeonato Brasileiro da modalidade de Flag 2015, Vice-Campeão Conferência Centro Sul, 2016 – Vice-Campeão da Conferência Centro Sul, Bi Campeão Mato-grossense, 2017 – Campeão Conferencia Centro Oeste da Liga BFA e em 2019 Tri Campeão Mato-grossense.

Fazendo a diferença

Em 2011 iniciamos um trabalho pioneiro de exportar atletas de idade entre 15 a 19 anos para estudar e jogar nos EUA, proporcionando oportunidade a 11 adolescentes de estudarem e jogarem no sendo alguns com bolsas de estudos, além de outros 2 atletas que atuaram como semi-profissionais. 

Este trabalho, permitiu que o atleta Durval Queiroz conquistasse uma vaga na equipe do Miami Dolphins que disputa a liga profissional americana, a NFL, através do agente da Liga Kenneth Joshen Jr. ex-treinador do Cuiabá Arsenal. Além do atleta Otávio Amorim que decidiu jogar futebol americano após acompanhar a final em 2012 quando o Cuiabá Arsenal conquistou o segundo campeonato brasileiro, tendo participado de uma temporada com o Cuiabá Arsenal para sua formação em 2014, que também foi convidado para participar de um programa que também pode levá-lo para a liga profissional americana, a NFL.

Intercambio Internacional

Em 2008 6 atletas do Cuiabá Arsenal viajaram até os EUA para um roteiro de futebol americano, quando foram adquirir também os primeiros equipamentos do time. Em 2019 O Cuiabá Arsenal e a Companhia Aérea América Airlines fecharam uma parceria para realização de um intercâmbio que levou os atletas do time cuiabano para conhecer Universidade Internacional da Flórida e toda estrutura do futebol americano em Miami, como o HardRock Statium em uma visita e depois em uma partida do Miami Dolphins, equipe onde o Durval Queiroz, o Duzão ex-atleta do Cuiabá Arsenal atua. 

Ao longo dos anos, realizamos jogos nas cidades da baixada cuiabana como Nossa Sra. Do Livramento, Chapada dos Guimarães, Jaciara e Acorizal, para divulgar o esporte. 

Público

O Cuiabá Arsenal detém o recorde de público em jogos de futebol americano no Brasil quando em 2015 realizamos um jogo da Final da Superliga Centro-Sul na Arena Pantanal, com quebra do recorde de público de 15.197 espectadores e pela primeira vez no Brasil uma transmissão na íntegra em TV aberta de um jogo de futebol americano, e ainda a quebra do recorde em transmissão via internet com mais 50.000 acessos e também transmissão via rádio com mais de 20.000 ouvintes. No dia 09 de julho de 2016, a Arena Pantanal foi palco da abertura do campeonato brasileiro de futebol americano, estrelado entre as equipes de futebol americano Cuiabá Arsenal e Corinthians Steamrollers, ambas completando 10 anos em 2016 e, com público de 11.797 foi o maior público presente em estádio de futebol americano em 2016, com transmissão on-line do globoesporte.com atingindo 34 países em 4 continentes. Este evento contou com uma série de apresentações artísticas com o que há de melhor na música e na cultura no estado com artistas locais, além de um show nacional. 

Outros recordes de públicos nas temporadas de 2010 com 3400 pessoas, em 2012 com 5100 pessoas, ambos em jogos realizados no Dutrinha.

Estrutura

Importante destacar que a associação possui um endereço fiscal apenas, sendo que historicamente conta com apoio da prefeitura de Cuiabá e Várzea Grande com o fornecimento de local para treinos, bem como de instituições como UFMT, SESC, SESI e Polícia Militar, sendo que toda diretoria exerce seus trabalhos de forma voluntária.

Utilidade Pública

Associação Atlética Cuiabá Arsenal no ano de 2016 foi declarada Utilidade Pública do Município de Cuiabá pela Lei 6.049 de 15 de março de 2016, pelos inúmeros serviços sociais, que ao todo passam 130 ações sociais realizadas. Este reconhecimento também veio por parte do estado com a declaração em 2019 de Utilidade Pública Estadual pela Lei no 10.921 de 09 de julho de 2019, pela ação ativa no desenvolvimento do esporte no estado, contribuindo na criação das equipes da cidade de Sinop, Tangará da Serra, Rondonópolis, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Alta Floresta e Campo Novo dos Parecis. Este ano ainda realizamos um amistoso de integração para contribuir com o fortalecimento do esporte no estado de Rondônia com as equipes de Porto Velho e Cacoal.

Contatos

www.cuiabaarsenal.com.br (em construção)
arsenal@cuiabaarsenal.com.br

Denevaldo Junior – Presidente
denevaldo.junior@cuiabaarsenal.com.br
+5565 9 9208-7658

Moises Ferreira Salomão – Vice-presidente
moises@cuiabaarsenal.com.br

Mídias sociais: 

www.facebook.com/cuiabaarsenal
www.instagram.com/cuiabaarsenal
www.twitter.com/cuiabaarsenal

No Facebook o Cuiabá Arsenal já chegou a ter 41 mil curtidas e seguidores, estagnou em 2017 e hoje está com quase 40 mil curtidas e seguidores. No Instagram está com aproximadamente 9 mil seguidores em uma crescente, no Twitter está com aproximadamente 3400 seguidores em crescimento. 

DIRETORIA

Denevaldo Júnior

Presidente

Reginaldo Maia

vice-Presidente

Aurélio Jacarandá

Tesoureiro

Leopoldo Coimbra

Secretário

CONSELHO FISCAL

Orlando Júnior

Júlio Garcia

Ludney Correa

crédito - Júnior Martins

Suplentes

CONSELHO DELIBERATIVO

Denevaldo Júnior

Presidente

Leopoldo Coimbra

Secretário

Hanay Gonçalo

Membro

Walter Monteiro

Membro

crédito - Júnior Martins

André Renck

Membro

Suplentes

DIRETORIA EXECUTIVA

Guilherme Balceiro

Diretor de comunicação

créditos - júnior martins

Júnior Martins

Diretor de Tecnologia, inovação e Informação

Bruno Felice

Diretor Comercial

Marlene Renck

Diretora arsenal social

Denevaldo Júnior

Diretor esportivo

Moíses Salomão

Diretor Arsenal Experience

Phelippe Menegatti

Diretor Jurídico

Aurélio Jacarandá

Diretor Financeiro

Gustavo Ourique

Assessor de Imprensa